Projeto descarTI legal visa divulgar  nas SREs/NTE / Escolas sobre o descarte consciente e legal de bens patrimoniais, em especial aos equipamentos de tecnologia considerados inservíveis, anti-econômicos ou irrecuperáveis que se encontram armazenados nas unidades da Secretaria de Estado de Educação.
O processo de desfazimento contempla uma ação conjunta, não somente das escolas, como também do Órgão Central, do Almoxarifado Central da SEE, do Conselho Estadual de Educação, do Centro de Referência Virtual e do Conservatório de Música de Minas Gerais, visando a otimização dos seus espaços internos.
Por isso, a Equipe de Gestores do Projeto descarTI legal está divulgando nesse espaço todas as fases do processo de desfazimento dos equipamentos inservíveis de tecnologias, de forma que as legislações pertinentes sejam atendidas e a consciência ambiental preservada.
Estamos disponibilizando, além de Links úteis que se direcionam para Órgãos Públicos que norteiam as legislações vigentes, também os Documentos sobre o levantamento de dados referentes aos equipamentos inservíveis, as orientações de como proceder com as baixas patrimoniais, ao correto preenchimento de laudos técnicos de equipamentos inservíveis e aos procedimentos de leilões, para que o processo de descarte seja feito legalmente.
Para complementar, apresentamos o Fluxograma do Projeto descarTI, que descreve, de uma forma prática e simples, a dinâmica de todas as fases no processo de desfazimento, com as unidades envolvidas.
Contamos com a colaboração de todos para que o Projeto descarTI legal alcance seus objetivos.




Coordenadores do Projeto descarTI legal

Andréa Gomes de Castro Ribeiro

Ângelo Viegas de Carvalho Ruas